Taxista em estado grave após ser esfaqueado em Albufeira

Foi com natural e renovada preocupação que a Antral tomou conhecimento do último episódio ocorrido no concelho de Albufeira, que resultou num ferimento grave de um motorista de táxi.

Sejam quais forem as razões que estiveram na origem deste episódio, que hão-de ser apuradas, chegou-nos a indicação de que o episódio terá tido origem no facto de um veiculo alegadamente afecto a uma plataforma (TVDE), se ter ilegalmente interposto no serviço do referido motorista, tendo levado o mesmo a seguir aquele veiculo TVDE para questionar o motorista, no fim do serviço, da razão pela qual tinha aceite apanhar o cliente que a ele se destinava.

A Antral teme que episódios como este se venham a repetir, tendo já chamado atenção das entidades competentes para os problemas que o sector enfrenta, emergente, do número incontrolado, inquatificado e não monitorizado dos veículos TVDE que estão a ser colocados em circulação, do desequilíbrio de condições de operação e preço entre veículos TVDE e Táxi, em especial não terem contingentes concelhios, o que lhes permite “inundar” sazonalmente os concelhos algarvios, canibalizando totalmente a actividade nesses locais, sendo pois, natural, que em situações de excesso de procura tudo valha para rentabilizar os negócios.

A Antral alerta assim, mais uma vez, os órgãos competentes, nomeadamente, o Governo e a AMT, para a necessidade urgente da tomada de medidas de fiscalização e controle que sejam necessárias para prevenir a ocorrência de incidentes desta natureza.